IBERBONSAI.pt ::
ContactosContactos
CarrinhoQtd:
0
Total:
€ 0,00
Entrar no Carrinho
Carrinho de Compras
0
Carrinho Carrinho de Compras

 

 

 

Home

PESQUISA AVANÇADA
iberbonsai azálea satsuki

 

Bonsai azálea satsuki

 

Todas as azáleas pertencem à grande família dos rododendros.

 

As azáleas são arbustos com folhas perenes na maioria dos casos, alternas e muitas vezes espessas e grossas. A azálea costuma formar um broto forte no outono e consoante às variedades dará magníficas flores brancas, cor-de-rosa, vermelhas ou roxas no início da Primavera até Junho.

 

Em certas regiões com clima mais ameno poderá voltar a florescer em Setembro, dependente das condições climáticas.

 

A palavra Satsuki corresponde ao quinto mês do antigo calendário lunar oriental e coincide com o nosso mês de Junho, é o mês de floração da azálea satsuki.

 

Este azálea floresce muito tarde no Japão, mas nos paises tropicais a floração chega mais cedo, em princípio a partir de Março.

 

 

No Japão satsuki é um nome masculino e na linguagem comum as pessoas dizem um satsuki.

 

O bonsai azálea satsuki é um rhododendron indicum.

 

A maioria das azáleas comercializadas em bonsai são azáleas japónicas ou seja rhododendron obtusum, é a grande diferença entre as azáleas e que vamos tentar explicar a seguir.

 

Na natureza não ultrapassa um metro e meio de altura, com folhas finas, alongadas e pontiagudas, as suas flores têm cinco pétalas e cinco estames.

 

Inicialmente destinadas como plantas de jardim, teve uma particular atenção dos produtores e foi cultivada em vaso na década de mil novecentos e até hoje sujeita a cruzamentos por polinização induzida.

A polinização é a transferência de grãos de pólen da antera que é a estrutura masculina para o estigma, estrutura feminina.

 

As híbridas Satsuki têm origem em duas vareidades selvagens, o rhododendron indicum e o rhododendron lateritum - eriocarpum.

 

Os bonsais azálea satsuki são importados do Japão a partir dos melhores viveiros produtores onde florescem em Junho, existem mais de dois mil híbridos.

Um híbrido é uma planta obtida por polinização induzida ou seja pelo cruzamento forçado entre duas plantas de linhagens puras diferentes, ao contrário de uma variedade que é obtida por polinização natural ou seja pelo cruzamento natural entre plantas da mesma linhagem.

 

Na iberbonsai produzimos o bonsai azálea japónica ou rhododendron obtusum a partir de estaca, temos inúmeras variedades com espectaculares tonalidades, seja de cor simples ou variadas.

 

As nossas azáleas satsuki provêm directamente dos melhores viveiros do Japão e estão geralmente disponíveis para venda em Fevereiro-Março.

 

Para informação, todos os anos realiza-se em Tokyo uma exposição no parque Ueno, onde são escolhidas as mais belas satsuki do Japão.

 

A Kanuma e Utsunomiya, prefeitura de Tochigi, realizam-se dois festivais, um no outono e outro no fim de Maio, quando todas as satsuki estão em flor.

 

A poda da azálea satsuki:

 

A poda de formação do bonsai azálea ocorre nos primeiros dois a três anos, durante a brotação, consiste em pinçar ou seja apertar os brotos com as unhas, logo acima de uma folha para proporcionar uma forte e intensa ramificação que dará origem a uma profusão de flores.

Continuar a ler artigo original sobre a poda do bonsai.

 

Nota: a poda da azálea deve ser feita logo a seguir à floração e tendo o cuidado de deixar sempre os brotos que darão as flores no ano seguinte.

Ler artigo original sobre a poda de estruturação do bonsai.

 

O transplante da azálea satsuki:

 

O transplante é uma fase indispensável e necessária na vida do bonsai de azálea e realiza-se entre Décembro e meados de Fevereiro.

 

Em princípio esta operação será efectuada a cada três a quatro anos, o torrão deverá ter uma camada de raízes à sua volta, caso contrário é preferível esperar mais um ano.

O transplante do bonsai tem como objectivo a renovação do substrato que, com o tempo, ficou mais fraco, bem como o corte das raízes mais compridas para provocar a ramificação de raízes mais finas junto ao tronco e também dar mais espaço ao torrão.

Continuar a ler artigo original sobre o transplante do bonsai.

 

O transplante do bonsai azálea satsuki pode ser feito no início com uma mistura de akadama hard quality com kanuma numa proporção de cinquenta-cinquenta e aos poucos, passar a envasar só com kanuma selected, reduzindo a cada transplante a percentagem de akadama e aumentando a percentagem de kanuma.

 

O que é a kanuma?

Kanuma selected é utilizada para plantas acidófilas como azáleas, rhododendrons, magnólias etc...

A kanuma, com PH inferior a sete é uma argila vulcânica modificada por águas mineralizadas que filtram as particulas químicas, é cozida em forno a mais ou menos trezentos graus centígrados durante quase uma hora, exterminando assim qualquer microorganismo, bactéria ou sementes de erva daninha.

A kanuma é de cor cor creme quando seca e amarelada quando húmida, absorve muito bem a água sem provocar o excesso, por isso tem excelentes qualidades de drenagem mantendo um ambiente óptimo para o desenvolvimento das raízes.

È specialmente indicado para a azálea satsuki que tem um sistema radicular muito fino.

 

Multiplicação do bonsai azálea satsuki por estacas semilenhosas, com recolha das estacas no fim do Verão e no início do outono com madeira já amadurecida.

 

Consiste em recolher ramos com uma parte amadurecida e outra mais tenra e ainda verde na extremidade, regra geral em Agosto até meados de Setembro.

Cortar um ramo de mais ou menos dez a quinze centímetros de comprimento, sempre abaixo de um nó, zona onde poderá nascer as futuras raízes.

Limpar os galhos laterais e tirar também a quase totalidade das folhas, deixando apenas as duas ou três últimas. O objectivo é a preservação das reservas nessas últimas folhas, que por outro lado não podem ficar muito grandes para não desperdiçar a água pela evapotranspiração potencial.

De seguida as estacas serão enterradas até metade da altura num substrato muito leve  e muito bem drenado, apertando bem em volta para não deixar ar junto ao ramo o que provocarioa a secura e a morte da estaca.

Continuar a ler artigo original sobre a estaquia do bonsai.

 

Nota importante: a azálea satsuki gosta de água da chuva e de um bom adubo como o biogold por exemplo.

É de fácil cultivo, sendo recomendado utilizar um substrato adequado como a kanuma. Suporta bem a poda, rebenta com facilidade tanto sobre o tronco assim como nos ramos principais e secundários. A vantagem é que a rebentação acontece principalmente na parte baixa do bonsai e não na parte superior como acontece na maoiria dos bonsais, o que é muito interessante em bonsai, facilitando-nos o trabalho de estilização.

 

Encontramos muitas cores espectaculares existentes no bonsai azálea satsuki

É indispensável ter pelo menos uma na nossa colecção e quanto mais apreciamos a satsuki, mais vontade temos em adquirir mais.

 

Ler artigo original sobre o bonsai azálea japónica.

Saiba mais sobre como cuidar do bonsai de exterior

 

 

 

Topo
Termos e Condições
A iberbonsai
Dicas e Conselhos
Catálogo
Siga-nos

Todos os valores incluem IVA à taxa em vigor

Copyright © IBERBONSAI.pt 2022

Desenvolvido por Optimeios

UA-144250790-1 UA-144250790-1