IBERBONSAI.pt ::
ContactosContactos
CarrinhoQtd:
0
Total:
€ 0,00
Entrar no Carrinho
Carrinho de Compras
0
Carrinho Carrinho de Compras

 

 

 

Home

PESQUISA AVANÇADA
Icon

ÁREA DE CLIENTE

SAIBA MAIS
Icon

NOVIDADES

Conheça as nossas novidades

Icon NEWSLETTER
adubo e fertilização do bonsai

                                                                        

A fertilização do bonsai

 

Como qualquer planta natural o bonsai alimenta-se palas raízes e pelas folhas que absorvem a luz necessária à fotossíntese, o CO2 da atmosfera e a água, os três elementos principais factores de crescimento.

 

Mas isso não chega, para viver o bonsai vai precisar de muitos minerais suplementares, em mais ou menos quantidade, para satisfazer as suas funções básicas. As raízes são por consequente o motor da alimentação do bonsai e vão buscar no solo as substâncias que necessitam, a saber a água, os sais minerais e os micros nutrientes.

 

E como sempre nem pouco, nem muito, os elementos principais devem respeitar o equilíbrio. Pode ver nas nossas dicas o efeito de desequilíbrio de um qualquer dos elementos.

 

Ver as nossas dicas.

 

A fertilização é um factor primordial no sucesso do bonsai

 

Existem pelo menos dois tipos de adubo, orgânicos que são formados por matérias de origem vegetal ou animal e inorgânicos ou químicos que são obtidos a partir de extracção mineral ou de produtos petrolíferos refinados.

 

 

Adubo inorgânico ou químico cuja fórmula nas embalagens é assinalada com letras: N, P, K.

 

O adubo é composto por três elementos básicos:

 

N, representa o Azoto, é o principal factor de crescimento e da coloração da folhagem;

P, é a letra que representa o ácido fosfórico, elemento que melhora o crescimento radicular e aumenta a floração assim como a frutificação;

K, é o símbolo do Potássio e ajuda na assimilação do Azoto (N) e é um factor essencial na defesa natural do bonsai.

 

Em quase todos os adubos compostos existem mais alguns macro nutrientes indispensáveis ao bonsai e que vamos identificar agora a partir dos seus símbolos:

 

Ca:

- é o cálcio que ajuda a fortalecer os tecidos vegetais e o crescimento das raízes, intervém também no equilíbrio da acidez do substrato tendo assim uma função vital na estrutura do solo.

 

Mg:

- magnésio, é indispensável e tem um papel fundamental na produção da clorofila. Favorece a fotossíntese e o crescimento.

 

S:

- enxofre, é o principal factor do controlo do crescimento. O enxofre é um elemento indispensável na produção de proteinas e por consequente é um elemento essencial às necessidades vitais do bonsai ao longo do seu crescimento.

 

Além dos macro nutrientes também são indispensáveis os micro nutrientes, chamados assim porque não são necessários em quantidade tais como os nutrientes primários NPK ou secundários que são os macro nutrientes.

 

Qual a finalidade dos micro nutrientes?

 

- Servem na catalisação mineral ou assimilação de metais e são indispensáveis na vida do nosso bonsai.

- Reforça a resitência imunitária contra parasitas e doenças.

- Também ajudem a combater as carências.

 

Fe:

- é o símbolo do ferro que favorece a produção de clorofila. O ferro tem um papel importante nos processos biológicos como a fotossíntese, a respiração, a fixação e a assimilação do azoto. É o micro nutriente que é necessário em maior quantidade.

 

A carência de ferro nota-se pela folha que fica amarela com as nervuras verdes. A origem pode estar nas raízes que ficam doentes ou stressadas devido a um excesso de água a seguir a rega. Neste caso a raiz já não absorve os nutrientes nem os micro nutrientes.

 

Daí a importância de vigiar a rega do bonsai e só regar quando a parte superior do torrão começar a secar para evitar situações de encharcamento.

 Ler o artigo como regar o bonsai

 

Cu

- O cobre serve de catalisador no reforço das defesas naturais. É também importante no processo de fotossíntese e necessário à respiração do bonsai. O cobre permite igualmente a intensificação da cor das flores.

A carência de cobre provoca manchas mais claras nas folhas, mais propriamente nos bordos.

 

Mn:

- Manganésio: ajuda na produção celular e na assimilação dos nitratos. É o segundo micro nutriente em termo de quantidade, a seguir ao ferro. O manganésio ajuda na fossíntese, na respiração e na assimilação do azoto.

 

Zn:

- Zinco: favorece a produção de brotos e das hormonas de crescimento facilitando o alongamento dos ramos. O zinco ajuda o bonsai a resistir às baixas temperaturas.

 

B:

- Boro: é um elemento essencial no transporte das substâncias e melhora a capacidade de retenção do substrato. O bonsai não necessita de uma quantidade expressiva de boro, é um dos micro nutrientes de que menos necessita a planta, a ausência de boro não se nota, mas é prejudicial à saúde do bonsai.

 

Mo:

- Molibdénio: é o último dos micro nutrientes e tem um papel de ajuda na assimilação dos nitratos. O bonsai como as outras plantas utilizem o molibdénio para converter o fósforo inorgânico em formas orgânicas.

 

 

Ácidos aminados: são proteínas essenciais à vida, acção anti-stress e regulador de energia do vegetal. O bonsai sintetiza os seus ácidos aminados a partir do composto tal o azoto que encontra no substrato. Os ácidos aminados são indispensáveis na composição de um bom fertilizante.

 

Nota: todos os micro nutrientes tornam-se menos disponíveis com o aumento da taxa de PH do substrato e mais disponíveis com PH mais baixo, por norma e para a maioria dos bonsais um PH neutro entre 6,5 e 7 será o mais recomendado, excepto para as azáleas e magnólias que necessitam de um PH mais baixo de 5,5 a 6.

 

Adubo orgânico:

Sempre que puder deve privilegiar o uso de adubo orgânico por ser muito suave no crescimento do bonsai.

 

A partir dos quinze a vinte anos o bonsai pode receber único e exclusivamente adubo orgânico. Aconselhamos o uso de Biogold todo o ano para os exemplares.

 

Em Novembro-Dezembro, só uma vez para os bonsais em crescimento, a seguir e a partir de Fevereiro-Março convém aplicar o adubo líquido.

 

Quando devemos adubar?

Para bonsais em crescimento: adubo líquido, por ter uma absorção mais rápida de meados de Fevereiro até fim de Junho com uma dosagem de mais ou menos cinco mililitros por litro de água, regar uma vez por semana. De Julho até fim de Setembro, com a mesma dosagem mais ou menos cinco mililitros por litro de água, regar de quinze em quinze dias.

 

Em Novembro-Dezembro, colocar o adubo orgânico Biogold, só uma vez, uma pedra a cada cinco centímetros de vaso, junto ao bordo. Fazer um buraquinho e enterrar a pedra.

 

Para exemplares e bonsais que já não queremos que cresçam muito: aplicar de três em três meses o adubo orgânico biogold original com uma paragem em Julho- Agosto.

 

Pode enterrar a pedra de adubo no substrato ou então colocar várias pedras em cestos próprios e distribuí-los à superfície do vaso respeitando sempre a quantidade de uma pedra por cada cinco centímetros de vaso a toda a volta.

Ver cestos para adubo

 

Em resumo, na fertilização do bonsai é importante:

 

- Aplicar sempre o adubo sobre o substrato húmido;

- Respeitar sempre a dosagem de adubo químico líquido , a falta de adubo não é perigosa, mas o excesso pode ser catastrófico;

- Mais vale aplicar pouco adubo mas com regularidade de que muito em poucas vezes.

 

Ler o artigo sobre o adubo e o bonsai

 

📅 actualizado em 27-12-2022

 

 

Topo
Termos e Condições
A iberbonsai
Dicas e Conselhos
Catálogo
Siga-nos

Todos os valores incluem IVA à taxa em vigor

Copyright © IBERBONSAI.pt 2023

Desenvolvido por Optimeios

UA-144250790-1 UA-144250790-1