IBERBONSAI.pt ::
ContactosContactos
CarrinhoQtd:
0
Total:
€ 0,00
Entrar no Carrinho
Carrinho de Compras
0
Carrinho Carrinho de Compras

 

 

 

Home

PESQUISA AVANÇADA
como cuidar do bonsai de exterior

 

Como cuidar do bonsai de exterior

 

Localização do bonsai de exterior:

Numa varanda, terraço, pátio, jardim ... num ambiente com muita luz.

 

O bonsai de exterior pode apanhar o sol da manhã ou no final da tarde.

 

Nunca durante o dia, principalmente no verão.

 

O que é um bonsai de exterior?

 

Existem três categorias de bonsais, bonsai dito de interior ou bonsai tropical, bonsai de exterior e bonsai de dupla localização.

 

Mas qual a diferença e como saber se o meu bonsai é de exterior?

 

Em primeiro lugar convém esclarecer que não existe plantas ou bonsais de interior, mas sim plantas ou bonsais que não podem apanhar frio, é isso que principalmente diferencia a localização dos bonsais. Qualquer planta bem como o bonsai necessita de muita claridade, muita luz para viver e isso não acontece sempre nas nossas casas, podemos ter grandes portas vidradas mas com cortinas ou que corta metade da luz solar e dificulta a sobrevivência do bonsai.

 

O bonsai que chamamos de interior é um bonsai que não pode ficar ao frio e sobretudo apanhar geada o que levaria à morte certa.

Pode no entanto ficar no exterior quando o tempo ficar mais ameno, a partir da Primavera até ao fim do Verão, mas tendo cuidado nas noites mais frias para o resguardar.

 

Sem a luz necessária nunca poderemos conseguir manter um bonsai de boa saúde, mesmo com vitaminas ou adubo, sem claridade suficiente é impossível manter um bonsai dentro de casa.

 

Existe outro tipo de bonsai que chamamos de dupla localização, isso quer dizer que pode adaptar-se tanto no interior de casa assim como no exterior. A regra é que no interior terá que ter condições de claridade suficiente para viver e uma vez escolhida a localização, o bonsai não gosta muito de passear de um lado para outro. Ou é dentro ou é fora. Nesta categoria encontramos o ulmus parvifolia, o ligustrum sinensis, o zanthoxyllum ou operculicarya, bonsais que podem viver no interior se as condições de luminosidade forem respeitadas.

 

O bonsai de exterior.

 

É o bonsai de mais fácil manutenção porque tem a luz solar adequada ao seu crescimento, pode e deve apanhar o frio no inverno, a chuva e o vento, horas de sol, mas com cuidado no verão e sempre fora das horas mais quentes, caso contrário temos que prever uma rede de sombra das onze horas até as dezasseis-dezassete horas.

 

Nota: excepto o pinus mugho mughus que pode ficar ao sol e não ficar à sombra para não secar os ramos.

 

Ler artigo sobre o sombreamento do bonsai.

 

No Inverno, ter cuidado com as geadas e proteger o torrão do bonsai e a base dos ramos com palha ou turfa e abrigar o bonsai num local menos frio nas regiões mais a Norte.

 

Rega do bonsai de exterior:

A rega do bonsai de exterior efectua-se da mesma forma que as outras plantas do jardim.

Regar sempre de manhã, aconselhado para evitar doenças ou no fim do dia em caso excepcional.

Regar sempre com um regador de ralo fino virado para cima ou com um chuveiro de jardim igualmente de ralo fino.

 

Durante o Verão poderá ser necessáriio regar duas vezes ao dia.

 

No Inverno pode não chover durante vários dias e é recomendado vigiar a humidade da terra do bonsai de exterior e regar se necessário.

 

Fertilização do bonsai de exterior:

Aplicar um adubo líquido especial bonsai na água da rega, cinco mililitros num litro de água uma vez por semana de Fevereiro até fim de Junho e de quinze em quinze dias de Julho até fim de Setembro.

Podemos substituir pelo adubo líquido biogold pelo menos uma vez por mês.

 

A partir do mês de Outubro aplicar um adubo sólido orgânico como o biogold por exemplo.

Este adubo vai decompor-se durante o Inverno e só a partir de Fevereiro voltar a aplicar um adubo líquido.

 

Ler artigo sobre o adubo orgânico biogold original.

 

Poda do bonsai de exterior:

Durante o crescimento e como nos bonsais de interior, a poda de manutenção consiste em cortar os novos rebentos quando tiverem cinco a seis folhas novas, deixando apenas as duas primeiras folhas novas.

 

A poda de formação do bonsai de exterior efectua-se em Dezembro e Janeiro, quando as árvores caducas já não têm folhas, quer isso dizer quando a seiva está parada.

Utilizar sempre ferramenta adequada e aplicar uma pasta de cicatrização para impedir infecções.

 

Nos pinus, quando as velas atingirem seis a oito centímetros de comprimento, deixar apenas uma vela, sempre a melhor direccionada esteticamente. A seguir cortar com os dedos metade da vela.

 

Transplante do bonsai de exterior:

 

Transplante de Dezembro a Março, de dois em dois anos ou de três em três anos para pinus e exemplares, somente quando o torrão ficar coberto de raízes.

 

Mudar o vaso escolhendo sempre um tamanho ligeiramente maior, nunca tamanhos exagerados.

 

Cortar vinte a vinte cinco por cento das raízes com uma tesoura especial, limpar as raízes com um ancinho ou desenrolador e substituir a terra antiga por um novo substrato especial bonsai como akadama, kiryuzuna ou kanuma ou misturar com pomice.

 

Nota: cuidado para não cortar em demasia as raízes dos pinus, podia provocar a respectiva morte dos ramos relacionados.

 

Dicas para manter o bonsai de exterior de boa saúde:

 

Luz:

Exposição com pouca luminosidade: A floração é escassa ou nula. Folhas inferiores amarelas. Grande separação entre as folhas. Folhas pálidas e moles.

Exposição com excesso de sol: as folhas murcham. Folhas retorcidas. Manchas secas de cor castanhas.

 

Água:

 

Pouca água: queda das flores. Folhas amarelas com bordos secos e castanhos. Folhas moles, crescimento nulo.

 

Muita água: flores meladas. Folhas amarelas com pontas castanhas. Folhas moles e podres de cor muito escura. Substrato melado.

 

Clima:

 

Muito frio, geadas: floração nula, folhas pálidas, retorcidas e castanhas.

 

Muito calor e excesso de sol: queda das flores. Folhas murchas, cor verde-clara.

 

Fertilização:

Muito adubo: nos dias seguintes caiem as folhas de cor castanho. Folhas muito grandes.

 

Pouco adubo: manchas de cor brancas ou amarelas de forma irregular nas folhas. Nervura da folha verde e o restante amarelo.

 

Pragas e doenças do bonsai de exetrior.:

Regra geral se o bonsai tiver boas condições, luz, água e nutrientes, não precisa de cuidados adicionais.

Aplicar um insecticida quinzenalmente de modo preventivo.

 

Caso exista infestação aplicar um insecticida especial bonsai e repetir catorze dias depois para eliminar qualquer insecto que ainda possa existir. Se existirem outras plantas em casa, certificar-se que estas estão livres de pragas para não contaminar o bonsai.

 

Cochonilha:

É um insecto envolto em algodão branco que se esconde nas partes mais difíceis. Assim que detectar a presença destes insectos, isolar de imediato o bonsai.

Limpar com uma escova de pêlos macios todas as partes infestadas e aplicar um insecticida anti-cochonilha. Repetir a aplicação catorze dias depois até à eliminação total dos insectos.

Respeitar sempre a distância de pulverização indicado no produto para evitar queimaduras nas folhas do bonsai.

Utilize sempre embalagens sem gás.

Ler artigo sobre as pragas do bonsai

 

Ajudar o planeta compete a cada um de nós

 

Quais os cuidados a ter com as doenças do bonsai de exterior?

 

Manter sempre a alimentação do bonsai o mais equilibrado possível. Os adubos especiais para bonsai contêm os nutrientes e micro nutrientes suficientes para um bom equilíbrio.

 

Por esta razão, tenha muito cuidado antes de aplicar qualquer suplemento, porque corre o risco de desequilibrar a fórmula do adubo. Só assim se podem evitar doenças.

 

Evite ao máximo a aplicação de produtos fito farmacêuticos para não poluir o meio ambiente.

 

iberbonsai respeita a Natureza.

 

📅 actualizado em 11-12-2022

 

 

Topo
Termos e Condições
A iberbonsai
Dicas e Conselhos
Catálogo
Siga-nos

Todos os valores incluem IVA à taxa em vigor

Copyright © IBERBONSAI.pt 2023

Desenvolvido por Optimeios

UA-144250790-1 UA-144250790-1