o segredo da rega e os sinais que o bonsai nos dá
IBERBONSAI.pt ::
Contactos
Qtd:
0
Total:
€ 0,00
Carrinho de Compras
0
Carrinho de Compras

 

 

 

Home

PESQUISA AVANÇADA

ÁREA DE CLIENTE

963 907 899

SAIBA MAIS

NOVIDADES

Conheça as nossas novidades

NEWSLETTER
o segredo da rega

 

Ponto de murcha em ligustrum sinensis

O segredo da rega e os sinais que o bonsai nos dá.

 

Sim, a árvore do bonsai expressa-se e comunica-nos as suas necessidades, tudo o que precisamos de fazer é saber como interpretá-la.

 

Nunca é demais sublinhar a importância de regar o bonsai, especialmente no Verão e em tempo seco e quente.

O segredo da rega do bonsai

Se a rega é essencial em tempo normal, ela torna-se extremamente importante, mesmo vital com tempo seco e quente e durante as férias os problemas tornam-se ainda mais complicados.

Ler o artigo sobre o bonsai durante as férias.

 

O bonsai precisa de água para viver, é a base da sua nutrição como todas as plantas, sem água não há respiração pelas folhas que murcham e eventualmente secam.

 

A rega pode ser feita de várias maneiras, por exemplo com uma lança de rega com um ralo muito fino, com um regador, também com um ralo muito fino, ou por immersão, embora este método não seja o mais recomendado porque causa lixiviação e perda de substrato, mas é o mais seguro, especialmente para principiantes.

 

Em tempo seco e quente, é necessário insistir passando várias vezes com a lança ou com o regador até que a água saia pelos furos dos vasos, sem esquecer que quanto mais seco fôr o solo, mais depressa a água sairá pelos furos do vaso, é portanto imperativo insistir e passar tantas vezes quantas forem necessárias.

 

O problema surge com os vasos de bonsai em cascata ou semi cascata, devido à sua altura elevada em relação com a sua largura, o que tem o efeito de limitar a entrada de água. Neste caso, recomenda-se regar por imersão pelo menos uma vez por semana para assegurar que o substrato é bem irrigado em toda a altura do vaso. Deixar o tempo necessário, ou seja, até não haver mais bolhas de ar a sair do substrato.

 

O princípio da imersão baseia-se no facto de que a água irá substituir o ar contido no solo do bonsai, que é principalmente o que provoca a seca das raízes e a morte do bonsai.

 

Este princípio aplica-se também aos pré-bonsais onde o vaso é normalmente mais alto do que largo, mas mesmo que não seja este o caso, será sempre mais seguro mergulhar o bonsai de modo a não ter qualquer surpresa desagradável.

 

Para as pessoas mais pacientes é possível proceder à rega por capilaridade, mas é claro que isto leva tempo, este sistema tem a vantagem de ser mais suave em relação ao substrato porque não causa lixiviação e nenhuma erosão.

Consiste em colocar cerca de cinco a dez centímetros de água num recipiente, dependendo do tamanho do vaso, e colocar o vaso de bonsai nele, deixando-o até ver a superfície do torrão molhado, que pode durar muitas horas conforme o tipo de substrato.

 

Em qualquer caso, é essencial regar o bonsai antes do ponto de murcha, que pode ser um ponto de não retorno se não se tiver cuidado. Por exemplo, é fácil detectar o ponta de murcha num ligustrum sinensis, é um dos primeiros bonsais a dar o alerta em caso de necessidade de água, as suas folhas começam a dobrar-se em caso de falta de água.

Ter um bonsai ligustrum sinensis numa colecção é protanto uma vantagem e uma característica de segurança para os mais descuidados quando se trata de regar.

 

A água utilizada para regar o bonsai é também importante, se possível utilizar a água da chuva se for fácil de recolher, caso contrário a água do furo ou água de nascente quando controlada e autorizada para consumo humano, provando assim que não contém substâncias nocivas. Finalmente, encontramos a água da rede pública, mas devido ao cloro que contém é prudente deixá-la descansar durante vários dias num recipiente aberto antes de a utilizar para regar o nosso bonsai.

 

Se prestarmao atenção ao nosso bonsai, podemos rapidamente descobrir os problemas e rectificar a situação.

 

Já vimos que quando as folhas começam a murchar é porque o bonsai necessita de água. Outro truque para quem está habituado é que, segurando o bonsai na mão, podemos dizer se precisa ou não de água, pois a quantidade de água utilizada para regar o bonsai é importante e reflecte-se sempre no peso do próprio vaso. Com um pouco de experiência e paciência, é possível praticar regularmente esta exercício para saber se devemos regar ou não.

 

Para os mais distraídos, quando o solo no topo do vaso começar a rachar ou a afastar-se das bordas, é tempo de regar, se não for já demasiado tarde, porque nessa altura o bonsai já sofreu muito com a falta de água.

 

As folhas que ficam amarelas e caem podem ser um sinal de falta de água, mas neste caso é necessário confirmar se o problema não se deve à uma falta de luz ou de nutrientes. No caso do bonsai de interior, recomenda-se virar o bonsai de dois em dois ou de três em três dias para que as folhas tenham acesso à luz de uma forma mais ou menos uniforme.

 

Regar as folhas do bonsai é um bom princípio, pois absorvem humidade através dos seus poros, ainda mais importante quando aplicamos fertilizante líquido. Isto só será válido se regarmos de manhã, para qua as folhas não ficam molhadas durante a noite.

 

A falta regular de água faz com que as flores caiam, as folhas ficam amareladas com as bordas secas e castanhas, o bonsai não se desenvolve.

 

O excesso de água torna as folhas moles e começam a apodrecer, são geralmente de cor escura.

 

Também não confundir isto com manchas iregulares amarelas ou brancas nas folhas, uma vez que isto se deve à insuficiência de fertilizante.

 

Muitas coisas podem acontecer às folhas de uma árvore de bonsai, mas não é sempre necessariamente devido à rega ou à falta de água.

 

Quando as folhas caem ou são muito grandes e de cor castanho escuro, isto não tem nada a ver com a rega, mas sim com o excesso de adubo.

 

Ler artigo sobre dicas para manter o bonsai.

 

Outro truque para reduzir a rega é arejar frequentemente a superfície do torrão do bonsai com uma ferramenta tipo ancinho. De facto, quanto mais o solo é arejado à superfície, menos água no torrão se evaporará e assim pouparemos na rega.

Para evitar a ampliação da compactação do solo na superfície do torrão, é conveniente regar suavamente, sem se aproximar demasiado do bonsai, mas sim manter-se a uma certa distância com a lança de rega ou o regador, quanto mais longe do bonsai e quanto mais finos forem os furos da cabeça de rega, menor será o risco de compactação.

Mais um segredo da rega do bonsai, o sombreamento.

O sombreamento é igualmente outra opção para poupar água, reduzindo a temperatura e sobretudo os efeitos nocivos dos raios solares, evitando que as folhas do bonsai sejam queimadas.

Ler artigo sobre o sombreamento do bonsai.

 

actualizado em 18-07-2022

Termos e Condições
A iberbonsai
Dicas e Conselhos
Catálogo
Siga-nos

Todos os valores incluem IVA à taxa em vigor

Copyright © IBERBONSAI.pt 2022

Desenvolvido por Optimeios

UA-144250790-1 UA-144250790-1