IBERBONSAI.pt ::
Contactos
Qtd:
0
Total:
€ 0,00
0
Carrinho de Compras

 

 

 

Home

PESQUISA AVANÇADA
iberbonsai lagerstroemia indica

Lagerstroemia Indica 7 anos -iberbonsai-

Lagerstroemia Indica em bonsai

 

O bonsai lagerstroemia Indica é originário da Ásia

As suas folhas ovais, e que no início da brotação são de cor alaranjada para dar lugar ao verde, no outono ficam com uma coloração amarelo / vermelho até cairem no inverno. Os seus notáveis cachos de flores florescem no verão que vão desde o branco, rosa, violeta ao vermelho.

A principal particularidade do bonsai lagerstroemia indica é o seu tronco  com coloração (marmorizado) que esfolia em flocos finos, deixando aparecer zonas cor de rosa e bege.

O bonsai lagerstroemia indica é um bonsai de exterior.

 

De crescimento rápido e que adora estar ao sol, indispensável para obter uma magnífica floração (sendo fundamental uma rede de sombreamento na altura de mais intensidade do sol e nos meses mais quentes).

Necessita de um período de dormência, mas convém proteger do frio intenso a partir de 0º (gelo), neste caso será imprescindível proteger o torrão assim como os ramos com palha ou turfa.

 

Relativamente à poda, efectuar a poda principal no fim do inverno antes da brotação e a seguir realizar pinçagem com regularidade para deixar somente duas folhas nos ramos novos quando estes tiverem seis folhas novas.

Todavia é imperativo parar a pinçagem no início de julho caso contrário o bonsai Lagerstroemia Indica não dará flores. Retirar as flores desbotadas e no fim da floração é apropriado podar os ramos que deram as flores.

 

Como muitos bonsais é possível aramar a lagerstroemia indica durante todo o ano, mas é preferível fazê-lo na primavera e retirar o arame no outono.

A colocação do arame tem uma importância fundamental na estética do bonsai.

É a operação que permite orientar e dirigir os ramos, processo determinante na estilização que pretendemos dar ao nosso bonsai, dando a harmonia e mais especificamente o estilo desejado.

 

 

A multiplicação do bonsai Lagerstroemia Indica é muito fácil por sementeira na primavera ou estaca semilenhosa no fim do verão.

 

Multiplicação por sementeira:

Um grama contém mais ou menos 500 sementes. Semear directamente na terra na primavera com temperatura de 10ºC durante a noite e 20/21ºC de dia.

Primeiro, preparar um substrato composto por 1/3 de areia fina (de preferência lavada) e 2/3 de substrato à base de folhas (tipo turfa mas muito fino).

Segundo, encher os recipientes ou vasos, pisar ligeiramente com um pau ou uma tábua e repartir as sementes no substrato.

Cobrir as sementes com o mesmo substrato e colocar os recipientes  num local iluminado 

Podemos cobrir com um filme plástico transparente para manter a temperatura e higrometria.

 

Nunca cobrir uma semente com substrato com mais de que uma vez a sua espessura.

 

Ler artigo original sobre a sementeira de bonsai.

 

Multiplicação por estacas:

A multiplicação por estaca consiste em aproveitar uma parte de um vegetal “tronco, broto, folha, raiz”, cujo principal objectivo é a obtenção de raízes para dar início a uma nova planta. A estaca vai produzir as suas próprias raízes.

É chamada reprodução vegetativa e aplica-se na maioria das plantas, em particular naquelas mais difíceis de conseguir por sementeira, mas nem todos os bonsais são de fácil reprodução por este método.

A nova planta conseguida terá o mesmo património genético, terá as mesmas características que a planta mãe. É uma forma de multiplicação assexuada que podemos chamar de clonagem ou seja reprodução exacta da planta mãe.

Estaca semilenhosa, é a estaca de mais fácil elaboração e a mais habitual no mundo hortícola e nos bonsais também, aplica-se a muitas espécies perenes e coníferas. Recolha das estacas no fim do verão e no início do outono com madeira já amadurecida.

Consiste en recolher ramos com uma parte amadurecida e outra mais tenra e ainda verde na extremidade, em regra geral fim de agosto até meados de setembro.

Cortar um ramo de 10 a 15 cm de comprimento, sempre abaixo de um nó, única zona onde podem nascer as futuras raízes. Tirar os galhos laterais e retirar também a quase totalidade das folhas, deixando apenas as 2 ou 3 últimas folhas, o objectivo é preservar as reservas nessas últimas folhas, que por outro lado não podem ser muito grandes para não desperdiçarem a água pela evaporação (transpiração).

As estacas serão de seguida enterradas até metade da altura num substrato muito leve, apertando bem em volta, para não deixar ar junto ao ramo o que provocaria a secura impedindo o nascimento de novas raízes. Manter num ambiente húmido tipo nevoeiro até começar a ganhar as primeiras raízes, depois passar a regar  com micro aspersores.

Ler artigo original sobre a estaquia do bonsai.

 

O bonsai lagerstroemia indica pode ser formado em muitos estilos: 

Moyogii (Ereto informal. O tronco apresenta várias curvas que começam na base e diminuem até ao seu ápice).

Semi-cascata (Han Kengai: estilo de bonsai em Semi-cascata. O tronco principal e seus galhos devem mergulhar e não ultrapassar os limites da base do vaso).

Raízes sobre rocha (Sekijoju: a pedra  incorpora-se à árvore como se as raízes segurassem a rocha).

Ler artigo original sobre estilos e o glossário do bonsai.


 

A estilização de bonsais obtém-se de diferentes métodos.

A estilização ou formação consegue-se principalmente com a poda, com as ferramentas apropriadas, a aramação com arame de cobre ou de alumínio anodizado e criação de madeira morta como o jin por exemplo.

A formação de um bonsai nunca termina, todos os anos devemos proceder a determinadas tarefas a fim de obter o modelo e estilo pretendido. 

 

A poda de estruturação ou de estilização consiste em definir as bases gerais do tronco e dos ramos principais, elementos decisivos para transmitir a percepção que o autor queira dar ao seu bonsai: força, elegância, ligeireza, movimento… poda que também pode ser realizada ao mesmo tempo que o transplante e assim aproveitar para conseguir o equilíbrio entre a parte aérea e a parte radicular.   

O objetivo principal da poda de estruturação é a estética do bonsai, provocando uma nova rebentação mais compacta e sobretudo mais perto dos ramos primários de forma a equilibrar a entrada da luz e dar mais vitalidade aos ramos mais baixos e de segundo nível.

Ler artigo original sobre a poda de estruturação. 

Estamos assim a melhor distribuir a energia no conjunto dos ramos a partir do início da árvore e não no fim, como acontece na natureza por razões de sobrevivência.

A poda regular dos ramos têm como finalidade o aumento do número de brotos e visto as raízes estarem limitadas num espaço reduzido no vaso, o bonsai deve repartir a energia em direcção a uma maior quantidade de folhas, que ficam assim cada vez mais pequenas.

 

Aramação de bonsai:

A aramação de bonsai consiste em enrolar um arame de alumínio anodizado ou de cobre (cozido) em volta do tronco ou de um ramo para modificar a sua direcção, tendo em vista a definição da forma pretendida.

 

A colocação do arame tem uma importância fundamental na estética  do bonsai.

 

É a operação que permite orientar e dirigir os ramos;  processo determinante na estilização que pretendemos dar ao nosso bonsai, dando a harmonia e mais especificamente o estilo desejado.

 

O bonsai Lagerstroemia Indica é um símbolo numa colecção de bonsais.

O bonsai convida à contemplação, à tranquilidade de espírito. É uma sensação de calma que se consegue com a simples observação de uma árvore, a escuta do vento nos ramos ou do sussurro da água num rio, a admiração do pôr-do-sol.

São métodos muito simples de relaxamento da mente e restabelecer uma ligação com a Natureza.

O bonsai é a relação íntima e vital do ser humano com a Natureza.

Posts>

Termos e Condições
A iberbonsai
Dicas e Conselhos
Catálogo
Siga-nos

Todos os valores incluem IVA à taxa em vigor

Copyright © IBERBONSAI.pt 2021

Desenvolvido por Optimeios

UA-144250790-1 UA-144250790-1