iberbonsai madeira morta
IBERBONSAI.pt ::
Contactos
Qtd:
0
Total:
€ 0,00
Carrinho de Compras
0
Carrinho de Compras

 

 

 

Home

PESQUISA AVANÇADA
iberbonsai madeira morta

 

Madeira morta nos bonsais.

 

O bonsai não é apenas uma planta desenhada pela poda e aramação, mas é sobretudo uma autêntica e verdadeira obra de arte.

A prática do jin-shari para conseguir madeira morta no bonsai é a prova mais espectacular que se consegue numa planta natural e em constante desenvolvimento.

 

Porquê fazer madeira morta nos bonsais?

 

A criação de madeira morta no bonsai tem por objectivo melhorar a estética, tem de ser realizada de maneira ponderada e respeitando o aspecto natural, pois na natureza a madeira morta numa árvore é o relato da vivência e respectivas fatalidades ao longo do tempo devido à seca extrema, vento, neve, raios.

 

È nisso que devemos pensar na realização de madeira morta no nosso bonsai, o resultado final é a representação em miniatura das condições climáticas difíceis que uma árvore pode sofrer nas montanhas ou em penhascos íngremes.

 

Não esquecer que tanto a formação do bonsai como a realização da madeira morta nunca irá ter um resultado imediato, só o tempo dará conclusões satisfatórias  e mais naturais. O vento, o sol, a água são os principais factores que irão dar o toque final natural ao bonsai com o tempo.

 

Pretender realizar madeira morta digna desse nome em pouco tempo é uma ilusão, o sucesso deste trabalho depende da sua projecção no tempo, não podemos pensar no imediato, mas prever a evolução do nosso trabalho no bonsai a longo prazo.

 

Nem todas as espécies de árvores são propícias para a realização de madeira morta, têm que ser árvores de madeira dura e regra geral árvores perenes, no caso de árvores de folha caduca, podia provocar o apodrecimento do ramo. O mais utilizado e também mais espectacular é o juniperus chinensis, é o bonsai de referência para a madeira morta.

 

È importante referir que os bonsais para a realização da madeira morta, têm que ser árvores muito saudáveis, pois a prática do jin-shari enfraquece a planta e pode causar stress irreversível. A época favorável para a realização de madeira morta é no outono-inverno quando a vegetação está quase parada, assim não enfraquece o bonsai.

 

È igualmente fundamentável ter em atenção, ao realizar madeira morta, de não cortar em demasia veias de alimentação importantes para os ramos superiores. Sobre os cortes feitos na casca aconselhamos aplicar uma pasta cicatrizante para facilitar a cicatrização e evitar a proliferação de fungos.

 

O jin é uma parte descascada do galho, é a técnica que consiste em tirar a casca num ramo ou parte do ramo que não seja vital para a árvore, cujo objectivo é aparentar padecer de condições climáticas extremas.

 

O shari é uma parte sem casca do tronco, é a mesma técnica mas aplicada ao tronco da árvore, por vezes de forma tão intensa que podemos ver uma parte muito reduzida da casca original alimentar a árvore.

 

O sabamiki utiliza-se igualmente no tronco e mais precisamente nas árvores de folha caduca, algumas coníferas e os prunus.. Faz lembrar no resultado da trovoada ou das condições severas devido às intempéries.

 

Existe ferramenta própria para uma boa realização de madeira morta como:

- a podadora côncava para realizar cortes limpos e com precisão para facilitar a cicatrização;

- a podadora racha-tronco que penetra no ramo, rachando-o longitudinalmente;

- o alicate jin para tirar a casca dos galhos e conseguir um acabamento mais natural;

- as escovas para limpar o ramos.

Ler artigo original sobre a ferramenta para bonsai.

 

A seguir à operação, podemos aplicar um produto à base de ácido sulfúrico. O produto além de proporcionar a cor branca que faz sobressair a folhagem, tem a particularidade de ser um excelente fungicida e diminui o processo de decomposição natural da madeira.

 

Certo que não é obrigatório realizar um jin-shari sobre o bonsai para conseguir um espécime de grande distinção, mas quando conseguimos um é notório o efeito deslumbrante que pode provocar.

 

 

Algumas dicas a propósito da madeira morta:

- sobre juniperus, é preferível descascar o ramo logo a seguir ao corte para obter um jin mais comprido;

- nos pinus, cortar o ramo e deixá-lo assim durante dois a três anos para dar tempo à seiva de secar lentamente, assim a madeira morta terá mais resistência no tempo;

- no teixo ou taxus, madeira muito dura que permite trabalhar com máquina sem nenhum problema;

- picea, madeira muito tenra e neste caso é preferível não descascar o ramo, nem colocar arame ou tentar dar uma forma durante dois a três anos e só depois descacá-la.

 

Valorizar a madeira morta nos bonsais

Em coníferas como o juniperus, consegue-se uma extraordinária obra de arte e escultura viva graças ao contraste da folhagem com a madeira tratada.

Ler artigo original sobre jin-shari

📅 actualizado em 08-08-2022

Termos e Condições
A iberbonsai
Dicas e Conselhos
Catálogo
Siga-nos

Todos os valores incluem IVA à taxa em vigor

Copyright © IBERBONSAI.pt 2022

Desenvolvido por Optimeios

UA-144250790-1 UA-144250790-1