IBERBONSAI.pt

::
Contactos
Qtd:
0
Total:
€ 0,00
0
Carrinho de Compras

 

 

 

Home

PESQUISA AVANÇADA
iberbonsai-kusamono-e-plantas-de-acompanhamento-

Plantas de acompanhamento

Kusamono e Shitakusa

 

 

O kusamono é uma espécie de erva ou flores expostas individualmente.

 

Chama-se Shitakusa quando  exposto juntamente com um bonsai ou com um Suiseki não sendo o objeto principal da exposição, chama-se também planta de acompanhamento.

A planta de acompanhamento é a representação da “terra”.

 

A originalidade da planta de acompanhamento é o facto de poder ser exposta em qualquer suporte, vaso original, peça de madeira etc..ou até mesmo sem nenhum suporte.

Existem inúmeras espécies de plantas que podemos utilizar como planta de acompanhamento, perenes, sedum, ophiopogon, oxalis, sempervivum, lickens, fetos … desde que o tamanho e o respectivo crescimento seja reduzido e que seja possível crescer em vaso.

 

O cultivo da planta de acompanhamento requer alguma atenção, como o vaso utilizado é pequeno teremos mais cuidado com a rega.

 

O substrato  deve ser muito fino (2 mm) e com uma boa drenagem, a Akadama Ibaraki Shohin será uma boa escolha misturado com um substrato de folhas muito bem decompostas.

As principais qualidades da Akadama Ibaraki encontram-se na drenagem e no arejamento (fatores primordiais para a criação de raízes finas), na capacidade de retenção da água e dos nutrientes.

Ao regar, um bom substrato deve apenas reter a quantidade de água que o grão pode absorver, deixando evacuar o excedente pelos furos do vaso.

A Akadama é uma argila japonesa de origem vulcânica, composta por grãos reconstituídos e sem nutrientes. Primeiro a argila é esmagada, cozida e após tratamento e secagem, tem uma estrutura homogênea.

As vantagens da Akadama são evidentes: drenagem perfeita, mantem a humidade necessária, deixa circular o ar e a água, retém os nutrientes que são elementos fundamentais para o crescimento da planta.



 

É recomendado utilizar vasos com furos para evitar a estagnação da água no vaso que poderia provocar o apodrecimento das raízes da planta de acompanhamento.

Regar com regularidade e aplicar adubo de forma reduzida para não provocar o crescimento em excesso.

 

A utilização da planta de acompanhamento tem como principal objectivo realçar a peça mestre seja um  bonsai ou um suiseki, e por isso não pode ser confundida com um bonsai, pelo contrário deve apresentar características opostas para garantir um certo contraste que permite distinguir ainda mais o sujeito principal.

 

A nossa planta de acompanhamento deve integrar-se  no cenário procurado, realçando o bonsai sem se assemelhar a ele. Por exemplo não devemos utilizar uma planta de acompanhamento florida com um bonsai com flores, mas sim uma planta verde para contrastar.

 

A planta de acompanhamento deverá ter as medidas certas para integrar-se na perfeição no panorama e respectivo cenário.

 

A planta de acompanhamento deve fazer lembrar a estação do ano, relativamente à côr das folhas, à presença de flores ou de cogumelos no outono. No caso de misturar várias plantas de acompanhamento no mesmo vaso, estas devem ter a mesma proveniência, ou seja da mesma região. 

A parte superior da planta de acompanhamento não pode ultrapassar o nível da mesa de apresentação do bonsai.

A planta de acompanhamento nunca pode ser mais vistosa que o bonsai.

Deve fazer lembrar o local e ambiente natural do bonsai, por exemplo montanha ou planície.

O vaso da planta de acompanhamento deve ser o mais discreto possível, muito baixo e quanto menos visível melhor.

Não existem regras específicas quanto às medidas para a apresentação de plantas de acompanhamento.

 

ler mais sobre o “glossário do bonsai e significado


 

Termos e Condições
A iberbonsai
Dicas e Conselhos
Catálogo
Siga-nos

Todos os valores incluem IVA à taxa em vigor

Copyright © IBERBONSAI.pt 2020

Desenvolvido por Optimeios

UA-144250790-1