IBERBONSAI.pt ::
Contactos
Qtd:
0
Total:
€ 0,00
0
Carrinho de Compras

 

 

 

Home

PESQUISA AVANÇADA
o bonsai e a alma

O bonsai e a alma.

 

O bonsai não é como as outras plantas de casa ou do jardim, de facto esta pequena árvore tem o mérito de ser respeitada pelo seu detentor, cria-se uma relação muito pessoal entre o bonsai e o seu possuidor.

 

O bonsai, um ser vivo com alma.

 

A grande diferença entre o bonsai e qualquer outra planta está no espírito que temos em relação à pequena árvore, ou seja, o objectivo que temos a longo prazo, um bonsai é modelado, formado, trabalhado de acordo com o tempo e a sua própria evolução, ao contrário de outro tipo de planta.

 

É isto que o torna tão diferente, um ser vivo pelo qual nos apegamos, temos un grande respeito por esta árvora em miniatura e se a tratarmos como merece, com o máximo de atenção e cuidado, ela devolver-nos-à a sua graciosidade.

 

Podemos comparar a formação de uma árvore de bonsai com a pintura de um quadro, onde o proprietário, o mestre, é equivalente a um pintor, que poderá dar livre vontade à sua imaginação para definir as linhas da obra procurada.

Ambas são obras de arte, mas claro que há uma grande diferença entre uma pintura e um bonsai, ambos requerem imaginação e domínio técnico, mas o bonsai é acima de tudo uma planta viva e, como tal, está em constante evolução e desenvolvimento.

 

O bonsai requer conhecimentos técnicos e hortícolas por parte do seu detentor.

 

Isto significa que somos forçados a acompanhar nossa pequena árvora praticamente todos os dias.

O quadro do pintor é feito por etapas e um dia fica terminado, por outro lado, um bonsai nunca está terminado, como está provado por certas famílias japonesas ou chinesas onde as árvores de bonsai são transmitidas de geração em geração e onde a continuidade é constantemente assegurada com o respeito necessário.

 

Isto confirma que o bonsai é uma árvore com alma e que, para ser responsável por ela, é essencial ter o espírito bonsai.

 

 

O bonsai pode nascer de semente, mas cuidado porque a multiplicação por semente pode produzir indivíduos muito diferentes da variedade, pelo que devemos ter em consideração esse critério, podemos também fazê-lo a partir de estacas, neste caso obteremos uma planta de especificações idênticas à planta-mãe.

 

Desde o primeiro momento, criamos uma ligação muito forte com esta futura pequena árvore à qual fornecemos tudo o que necessita e também toda a dedicação para que cresça saudável.

 

Para além da rega, uma tarefa que devemos realizar com muito rigor, devemos também monitorizar o comportamento do nosso bonsai e dependendo das reacções observadas, intervir para corrigir o problema, se necessário.

 

Como sabemos, o bonsai vive num pequeno vaso, o que o torna vulnerável à falta de água, especialmente porque a massa foliar é relativamente maior em comparação com a pequena quantidade de terra. Isto significa que devemos estar mais atentos às necessidades de água, pois a evaporação pode ser elevada no verão e as regas devem ser mais frequentes.

É também fundamental regar adequadamente, quer seja com várias passagens de mangueira para garantir que a água penetra no substrato ou, uma forma mais fácil para os menos experientes, mergulhar o vaso inteiramente num recipiente cheio de água e deixar por alguns minutos até que não se formem mais bolhas de ar.

 

Os bonsais podem sofrer com o frio, mesmo as muitas espécies de exterior, por terem vasos relativamente pequenos e finos e as raízes estarem muito próximas das bordas do vaso, por isso devem ser protegidos durante o inverno abrigando-os num local sem geadas ou protegendo a base apenas com palha ou turfa se a temperatura não descer abaixo dos 5ºC negativos e no verão ter cuidado com temperaturas elevadas.

 

Em conclusão, quer esteja frio ou calor, devemos estar sempre atentos e protegê-los.

 

O bonsai de interior pode ser colocado no exterior durante os meses mais quentes do ano, mas não pode ser deixado no exterior durante o inverno.

 

 

A poda é uma das técnicas utilizadas para formar o bonsai, a poda de formação é efectuada a partir do fim do ano até ao final de Fevereiro e a poda de manutenção praticamente durante todo o ano, especialmente durante o periodo de crescimento.

A poda permite-nos definir o estilo da nossa pequena árvore e mantê-la na mesma forma.

 

Para além da poda, podemos também utilizar arame de alumínio anodizado para colocar nos ramos do nosso bonsai, a fim de o estilizar ao nosso gosto.

 

 

O arame deve permanecer durante vários meses, até quatro meses nas árvores de folha caduca e de oito a dez meses para as coníferas. È aconselhável ficar atento ao arame durante todo o processo, de maneira a garantir que ele não penetre nos ramos ou mesmo comece a marcar a casca.

 

Como qualquer outra planta, o nosso bonsai precisa de ser alimentado e devemos fornecer-lhe os nutrientes necessários durante todo o periodo de crescimento e mesmo no inverno, é imperativo fornecer-lhe uma boa dose de fertilizante orgânico como o Biogold.

 

Acabamos de ver neste artigo que o bonsai é um ser vivo, com alma própria.

 

Por isso devemos respeitá-lo dia após dia e todos os dias do ano com um simples olhar, uma atenção particular, um pequeno detalhe que pode fazer toda a diferença entre a vida e a morte da nossa pequena árvore.

 

 

Termos e Condições
A iberbonsai
Dicas e Conselhos
Catálogo
Siga-nos

Todos os valores incluem IVA à taxa em vigor

Copyright © IBERBONSAI.pt 2021

Desenvolvido por Optimeios

UA-144250790-1 UA-144250790-1