IBERBONSAI.pt

::
Contactos
Qtd:
0
Total:
€ 0,00
0
Carrinho de Compras

 

 

 

Home

PESQUISA AVANÇADA
iberbonsai-pinheiro-de-buda-podocarpus-

iberbonsai-podocarpus 13 anos

 

Pinheiro de Buda - Podocarpus macrophyllus

 

Kusamaki em japonês.

 

.  

 O​ ​pinheiro de Buda ou Podocarpus macrophyllus​ é uma conífera, originária da China e japão e é um bonsai de exterior.

 

Existem mais de uma centena de espécies de podocarpus, com plantas machos e fêmeas, com folhagem perene, compacta, verde escuro e brilhante. As flores são quase insignificantes, amarelas e surgem na primavera. Seguem-se os frutos de cor vermelho arroxeado apenas nas plantas fêmeas, muito apreciado pelos pássaros. A cor da casca é castanho-avermelho. As folhas ponteagudas ligeiramente arredondadas e mais claras na parte inferior apresentando-se em forma de espiga.

 

    

             iberbonsai-folha do pinheiro de buda

 

Na natureza o pinheiro de buda pode atingir até 20 metros de altura.

 

Mais fácil de reproduzir por ​estaca semi-lenhosa​, a recolha das estacas deve ser feita no fim do verão a início do outono com madeira já amadurecida. Consiste en recolher ramos com uma parte amadurecida e outra mais tenra  e ainda verde na extremidade, em regra geral em agosto até meados de setembro. Cortar um ramo de 10 a 15 cm de comprimento, sempre abaixo de um nó, única zona onde podem nascer as futuras raízes. Tirar os galhos laterais e tirar também a quase totalidade das folhas, deixando apenas as 2 ou 3 últimas folhas, o objectivo é preservar as reservas nessas últimas folhas, que por outro lado não podem ser muito grandes para não desperdiçarem a água pela evaporação (transpiração). As estacas serão de seguida enterradas até metade da altura num substrato muito leve, apertando bem em volta para não deixar ar junto ao ramo o que provocaria a secura impedindo o nascimento de novas raízes. Manter num ambiente húmido tipo nevoeiro até começar a ganhar as primeiras raízes, depois passar a regar  com micro aspersores.

 

Também pode ser reproduzido de ​sementeira em estufa temperada a 18/20º, o processo de germinação é muito demorado. Semear num substrato composto por 1/3 de areia fina (de preferência lavada) e 2/3 de substrato a base de folhas (tipo turfa mas muito fino) e encher os recipientes ou vasos, compactar ligeiramente e só depois repartir as sementes no substrato. Nunca cobrir as sementes com uma  altura de substrato superior a espessura das próprias sementes.

 

 

O pinheiro de buda aprecia um solo muito rico e fresco e prefere a  meia-sombra no verão. gosta de sol e muita claridade durante o resto do ano, mas convém protegè-lo do sol directo no verão com uma rede de sombra.

 

 

 

iberbonsai-podocarpus nº 20864 - 39 anos

 

 

A poda do pinheiro de buda:

A ​poda de manutenção​ ​pode ser feita todo  o ano, convém retirar as folhas maiores.

A​ poda de estruturação realiza-se de fim de dezembro a fim de Janeiro 

Na fase de crescimento praticamos a pinçagem, cortando os ramos novos e os gomos anteriores. O pinheiro de buda suporta bem a ​aramação​ que pode ser feita em qualquer altura do ano, claro com vigilância para não danificar os ramos. É a operação que permite orientar e dirigir os ramos, processo determinante na estilização que pretendemos dar ao nosso bonsai, dando a harmonia e mais especificamente o estilo desejado.

 

A rega do pinheiro de buda:

O podocarpus é muito sensível à falta ou excesso de água. O vaso do bonsai é muito reduzido e consequentemente não possui grande reserva de água e nutrientes, se não regar o​ ​bonsai​ antes de a terra secar por completo, as raízes vão também enfraquecer e poderá constatar que as folhas ficam murchas e a cair, o bonsai pode morrer! Se as raízes não ficarem completamente desidratadas poderá salvar o bonsai com uma rega abundante a seguir.   Em contrapartida o excesso de água também pode acontecer e é igualmente prejudicial, o bonsai não pode ficar num substrato sempre húmido. É por isso que aconselhamos sempre o uso da​ ​Akadama,​ substrato ideal para o envasamento do bonsai e com a particularidade de ser muito fácil distinguir quando está seco (mais claro) ou húmido (mais escuro), facilitando assim a tarefa da rega.

 

A chave: frequência e qualidade.

 

Por norma só regamos quando a terra a superfície começar a secar, (nota-se pela cor mais pálida do substrato, mais fácil com Akadama como já mencionamos). É primordial para uma boa saúde do bonsai manter as folhas secas, as folhas húmidas tornam-se folhas doentes, por isso é aconselhável regar de manhã para dar tempo às folhas de secarem durante o dia.

Se regar à noite as folhas ficam humidas muito tempo e o bonsai torna-se mais sensível a fungos e doenças. Regra geral, regar sempre de manhã,evitar  regar durante a tarde porque corre-se o risco de queimar as folhas do bonsai.

 

 

 

 

O transplante do pinheiro de buda:

É uma fase necessária e indispensável na vida do bonsai. A época propícia para proceder ao transplante do bonsai é de Dezembro a Fevereiro. Esta tarefa deverá ser efectuada a cada 3 a 4 anos, o torrão deve ter uma camada de raízes à volta do substrato, se não tiver pode não ser o momento certo para o transplante e terá que esperar mais um ano.  O transplante do bonsai tem como finalidade a renovação do substrato que ficou mais fraco, o corte de raízes muito compridas para provocar a ramificação de raízes mais finas junto ao tronco e também dar mais espaço ao torrão. Podemos aproveitar também para corrigir a posição do bonsai no vaso.

O pinheiro de buda ou podocarpus macrophyllus é um bonsai interessante.

É muito fácil de trabalhar e modelar e se não o podar em demasia poderá conseguir uma linda frutificação, nas plantas fêmeas.  

Termos e Condições
A iberbonsai
Dicas e Conselhos
Catálogo
Siga-nos

Todos os valores incluem IVA à taxa em vigor

Copyright © IBERBONSAI.pt 2020

Desenvolvido por Optimeios

UA-144250790-1