IBERBONSAI.pt ::
Contactos
Qtd:
0
Total:
€ 0,00
0
Carrinho de Compras

 

 

 

Home

PESQUISA AVANÇADA
iberbonsai-vasos-para-bonsai-

 

 

 

vasos para bonsais

 

 

É da máxima importância a escolha do vaso para o bonsai, em regra geral o vaso deve dar relevo ao bonsai e não vice-versa. Mesmo que não seja para exposição, é fundamental escolher o vaso certo para apresentar o bonsai e dar-lhe o valor merecido. O vaso bonsai faz parte da obra sem ser o elemento principal.

 

O que é um vaso para bonsai ?

 

É um vaso em argila/grés com o fundo achatado para não deixar acumular a água que poderia provocar o apodrecimento das raízes.

O vaso para bonsai tem de ter furos suficientes para permitir a evacuação da água da rega e furos mais pequenos para deixar passar o arame de alumínio ou de cobre, indispensável para prender o bonsai ao vaso.

Na hora de escolher o vaso temos que evitar os vasos com rebordos no interior e que dificultam o transplante, podemos ser obrigados a partir o vaso no momento do novo transplante.

Na iberbonsai temos vasos com e sem esmalte, rectangulares, redondos, ovais, lajes e muitos outros com feitios e formas diferentes, feitos à mão ou de forma industrial.

Algumas dicas para o ajudar a escolher um vaso para o bonsai.

Um vaso bonsai rectangular será particularmente adaptado ás árvores fortes e corpulentas com ramos bem definidos e vigorosos patamares vegetativos.

Um vaso bonsai oval faz mais lembrar um lado feminino, com delicadeza e consequentemente será reservado a árvores com uma certa elegância como por exemplo os bonsais de folha caduca.

Um vaso bonsai redondo em princípio pode adaptar-se a qualquer tipo de bonsai, mas fica preferencialmente melhor nos bonsai pinus.


 

Como já vimos num artigo anterior, o transplante do bonsai é uma necessidade a cada dois a três anos. O transplante do bonsai tem como finalidade a renovação do substrato

que ficou mais fraco, o corte de raízes muito compridas e assim provocar a ramificação de raízes mais finas junto ao tronco e também dar mais espaço ao torrão.

Será o momento ideal para corrigir a posição do bonsai no vaso.

Quando transplantamos nunca mudamos para um vaso muito maior, por norma acrescentamos somente mais 5 cm à medida do vaso antigo.

 Cuidado com o substrato. A escolha certa do substrato é garantia da boa saúde do bonsai.

 Um bom substrato deve reter a humidade necessária e deve garantir a circulação do ar.

Aconselhamos sempre a Akadama Hard Quality para a maioria dos bonsais, Kiryuzuna para os Pinus e Juniperus (pode misturar com 50 % de Akadama Hard Quality para árvores mais jovens), Kanuma para Azaleas, Rhododendrons, (também pode misturar com 50% de Akadama Hard Quality para árvores mais jovens). Para os Aceres utiliza-se uma mistura de 70% de Akadama Hard Quality e 30% de Kanuma Select.

 Um bom substrato não deve ser nutritivo, quer isto dizer que não pode conter nutrientes, assim será mais fácil controlar a adubação.

É por isso que aconselhamos sempre a utilização de akadama hard quality, é a terra ideal para o bonsai.

Com PH neutro de 6,5 a 6,9. É insubstituível.

É uma argila japonesa de origem vulcânica, composta por grãos reconstituídos e sem nutrientes. Primeiro a argila é esmagada, cozida e após tratamento e secagem, tem uma estrutura homogênea.

Particularidade: a Akadama quando seca é de cor clara e quando húmida é de cor escura, facilitando assim a tarefa da rega.

As vantagens da Akadama são evidentes: drenagem perfeita, conserva a humidade, deixa circular o ar e a água, retém os nutrientes que, como já vimos, são elementos fundamentais para o crescimento do Bonsai.

 

 

Relembramos aqui os principais passos para o transplante:

 Passo 1:

Numa primeira fase convém desenrolar e soltar as raízes com um ancinho, primeiro a volta do torrão e a seguir por baixo da árvore.

No transplante do bonsai, deixar sempre pelo menos metade do torrão existente.

 

 

                                                      

 

 

Passo 2:

A seguir cortar as raízes quase junto ao torrão, com uma tesoura grossa.

Nesta fase o bonsai está pronto para ser envasado.

 

Passo 3:

Escolher o vaso e colocar as redes nos furos maiores, no fundo do vaso, com ajuda de arame, conforme imagens abaixo:

 

                                         

 

 

Passo 4:

Estabilização do bonsai no vaso.

Cortar  20 a 40 cm de arame (consoante o tamanho do vaso e do respectivo bonsai) e passá-lo nos furos mais pequenos, a parte solta passa no interior do vaso e virada para cima.

Advertência: nunca utilizar um arame muito fino (inferior a 2mm), poderia causar danos irreparáveis cortando as raízes.

 

 

Passo 5:

 

 

Colocar uma pequena camada de substrato no fundo do vaso. Escolher sempre um substrato adequado à espécie do bonsai e de qualidade que assegure a drenagem, o arejamento e a retenção dos nutrientes. 

Passo 6:

 

Colocar o bonsai no vaso e passar os respectivos arames através do torrão.

Mover o bonsai em pequenos círculos horizontais por cima do substrato até ele ficar na posição certa.


 

 

Passo 7:

 

Cruzar e torcer os arames na parte superior do torrão (ver imagens abaixo)

 

 

                                               


 

 

Passo 8:

 

Encher passo a passo o resto do vaso, mas atenção, o segredo está aqui.

Colocar um pouco de substrato no vaso e empurrar o substrato com um pauzinho afiado, mas com a ponta arredondada para não ferir as raízes.

Repetir a operação até o espaço no vaso estar completamente cheio.

 

Qual o objectivo do “pauzinho”?

Simplesmente impedir que fiquem espaços vazios com ar (sem terra) dentro do torrão, razão principal pela morte do bonsai por desidratação das raízes e consequentemente morte dos ramos.

 

Passo 9:

Regar abundantemente até a água sair pelos furos do vaso.

Podemos também aplicar vitaminas para ajudar no desenvolvimento de novas raízes.

Mas nunca aplicar um adubo logo a seguir ao transplante, podia queimar as frágeis raízes novas.

 

 O bonsai está agora pronto para aguentar mais 2 ou 3 anos, basta não esquecer de adubar com adubo líquido de Fevereiro até Setembro e com um adubo sólido ( biogold ) em Novembro.

Pode consultar a "fertilização do bonsai”.

Em resumo, para conseguir e ter sucesso no transplante do bonsai, basta respeitar as regras básicas:

- quando as árvores caducas perdem as folhas (fim de Dezembro até meado de Fevereiro), ou seja com seiva descendente ou parada, é altura correcta para fazer o transplante.

Nas plantas ditas "tropical" o transplante é mais aconselhado no início da primavera, pois este tipo de planta não sofre as diferenças climáticas (estações do ano). 

- Utilizar sempre um substrato de qualidade com elevado grau de retenção de água e nutrientes e que deixa circular o ar com facilidade.

- Nunca deixar bolsas de ar no torrão.

-Prender o bonsai ao vaso com arame, para não correr o risco de partir raízes na manutenção da planta.


 

 Existem milhares e milhares de vasos de todos os tamanhos e feitios, esmaltados e sem esmalte e com tonalidades variadas. Regra geral, os vasos para bonsais mais bonitos provém do Japão, mas são também os mais caros, a cerâmica japonesa é muito elegante e de grande qualidade.

Da China temos a grande maioria dos vasos para bonsais vendidos na europa,a qualidade varia conforme o preço que, de uma maneira geral, são bastante acessíveis.

Os vasos chineses antigos, muito raros, têm um grande valor. 

Outros pais como Taiwan, Coreia, Este da Europa, Espanha, França … também começaram a fabricar vasos para bonsais.

 

 

Como escolher um vaso para o bonsai

 

O primeiro passo na escolha do vaso reside na proporcionalidade da árvore no seu vaso.

Se o vaso for grande demais, o bonsai pode parecer mais fraco, reduzido e o bonsai cresce em demasia. Um vaso pequeno demais dá relevo a mais ao bonsai, perdendo assim o equilíbrio procurado e dificulta o cultivo.

 

A seguir temos que ponderar alguns aspectos importantes na estética, se o tronco é recto ou não, a natureza da árvore, a espécie. Uma boa escolha pode ajudar a evidenciar um contraste e valorizar uma característica para obter o equilíbrio perfeito do conjunto.

 

 

Enfim, o último passo e também o mais importante a ter em conta na hora de escolher o vaso para o bonsai é a cor. Por isso é muito importante escolher a coloração que irá realçar o bonsai. Existem inúmeras cores e tonalidades.

A cor é o meio de comunicação entre a  harmonia e o equilíbrio.

Utilizamos os vasos de cor para bonsais de flores e frutos, para contrastar e destacar a flor ou o fruto, ou para árvores de folha caduca coloridas, com tons vermelhos laranjas ou amarelos. Neste caso o vaso ajuda a realçar as cores das folhas, flores ou frutos. 

Também é muito importante o estilo da árvore, os bonsais de forma arredondada ficam bem em vasos ovais e os bonsais de forma erecta nos vasos rectangulares. Os vasos redondos (tambores) são mais indicados para os pinus.

 

A seguir algumas dicas para manter o bonsai de boa saúde.

A localização do bonsai:

O bonsai de interior precisa de muita luz (junto de uma janela), mas não gosta de sol directo, 1800 lux são necessários.

Virar o bonsai periodicamente para assegurar um crescimento regular da rama. Afaste-o dos pontos fortes de calor, evite os excessos de temperatura e as correntes de ar. A temperatura ideal para o bonsai de interior situa-se entre os 14º e os 25ºC.     

Localização do bonsai de exterior: numa varanda, terraço, pátio… Num ambiente com muita luz. O bonsai de exterior pode apanhar o sol da manhã ou no fim da tarde, mas nunca durante o dia, principalmente no verão.

No inverno, ter cuidado com as geadas. Abrigar o bonsai num local menos frio.

 

A rega do bonsai:

A rega do bonsai de interior  varia segundo a época do ano. Deixar secar a terra à superfície da taça antes da próxima rega. Regar com um regador de ralo fino.

Ou para os menos experientes, introduzir o vaso completamente na água durante alguns minutos.

Vaporizar a folhagem no verão, nos dias mais quentes aconselha-se a vaporização várias vezes ao dia.

 A rega e a vaporização devem ser feitas com água limpa: (a água da rede pública deve repousar de um dia para o outro). A humidade ambiental deve ser superior a 70%.

A rega do bonsai de exterior efectua-se da mesma forma que as outras plantas do jardim. Regar de manhã (aconselhado para evitar doenças) ou no fim do dia.

Regar sempre com um regador de ralo fino ou com um chuveiro de jardim igualmente de ralo fino.

Durante o verão poderá ser necessário regar duas vezes ao dia. 

Durante o inverno é recomendado vigiar a humidade da terra do bonsai de exterior e regar se necessário.

A fertilização do bonsai: 

A fertilização do bonsai de interior, consiste em aplicar um adubo especial para bonsai em pequenas quantidades, uma tampa por litro de água uma vez por semana até Junho e de 15 em 15 dias no verão . No Outono / inverno um adubo orgânico.

Aplicar as vitaminas, também de 15 em 15 dias.

Não é um substituto do adubo mas sim um complemento indispensável para uma vida saudável do bonsai.

 Aplicar igualmente de maneira preventiva um produto fitossanitário a fim de deixar o bonsai livre de insetos e doenças.

A fertilização do bonsai de exterior: aplicar um adubo líquido especial bonsai, uma tampa num litro de água uma vez por semana de fevereiro até Junho e de 15 em 15 dias depois, na água da rega. 

A partir do mês de Outubro aplicar um adubo sólido orgânico (p.ex. biogold).

 Este adubo vai decompor-se durante o inverno e só a partir de Fevereiro voltar a aplicar um adubo líquido.

A poda do bonsai: 

A poda do bonsai de interior: podar quando os novos ramos tiverem 5 a 6 folhas novas deixando apenas 2 folhas.

A poda de formação efectua-se em Dezembro/Janeiro. Utilizar sempre ferramentas próprias.

A poda do bonsai de exterior: como nos bonsais de interior, os novos rebentos serão cortados quando tiverem 5 a 6 folhas novas, deixando apenas 2 folhas.

A poda de formação efectua-se em Dezembro/Janeiro. Utilizar sempre ferramenta adequada.

Nos Pinus, quando as velas atingirem 6/8 cm de comprimento, deixar apenas uma vela (a melhor direccionada esteticamente). A seguir cortar com os dedos metade da vela.


 

A boa escolha dos vasos para bonsais é meio caminho andado para o sucesso.

O vaso é um elemento valioso dando grandeza e esplendor a árvore sem subtrair nenhuma atenção dela.

Em resumo, depende da sensibilidade de cada um em observar e admirar o bonsai como uma obra de arte, para poder escolher o vaso certo e conseguir o resultado pretendido com êxito. O bonsai é uma arte baseada no conhecimento técnico e sobretudo no bom senso, pois cada planta e cada exemplar reflete uma expressão pessoal do seu autor.

Na iberbonsai, facilitamos essa tarefa, cada um pode trazer o seu bonsai e apresentá-lo num ou vários vasos para poder apreciar e selecionar o vaso perfeito.

 

O bonsai convida à contemplação, à tranquilidade de espírito.

É uma sensação de calma que se consegue com a simples observação de uma árvore, a escuta do vento nos ramos ou do sussurro da água num rio, a admiração do pôr-do-sol.

São métodos muito simples de relaxar a mente e restabelecer uma ligação com a Natureza.

O bonsai é a relação íntima e vital do ser humano com a Natureza.

Partilhe a nossa paixão...

 

Termos e Condições
A iberbonsai
Dicas e Conselhos
Catálogo
Siga-nos

Todos os valores incluem IVA à taxa em vigor

Copyright © IBERBONSAI.pt 2020

Desenvolvido por Optimeios

UA-144250790-1