IBERBONSAI.pt ::
Contactos
Qtd:
0
Total:
€ 0,00
0
Carrinho de Compras

 

 

 

Home

PESQUISA AVANÇADA
iberbonsai-fagus-sylvatica-

     Resultado de imagem para foto de bonsai fagus gratis

                              Fagus Sylvatica 7 anos - iberbonsai

 

Bonsai Fagus Sylvatica




 

Originário da Europa, o fagus sylvatica pode viver 400 anos

Pode atingir até 40 metros de altura na natureza.

Árvore de  folhas caduca, muito bonitas, ovais e finas, ao toque assemelha-se a algodão. No outono a folhagem é cor de cobre ficando na árvore até à primavera. O fagus sylvatica só forma brotos novos na primavera

Aconselhamos proteger o bonsai fagus sylvatica do sol intenso no verão e vaporizar as suas folhas (gosta de humidade atmosférica).

O substrato deve ser ligeiramente ácido, é aconselhado utilizar um substrato com PH abaixo de 7.

 

Os estilos mais comuns são: chokkan, hokidachi ou Yose-Ue. Curiosidade: de porte erecto, o bonsai fagus sylvatica tem o ramo principal muito forte e direito, mas o primeiro ramo é sempre direcionado com um ângulo de +/- 60º na horizontal. Os ramos são finos e parecem zigzaguear tendo na sua terminação um broto alongado e pontiagudo parecido com escamas

 

A casca lisa e muito fina do fagus sylvatica de cor cinzento-prateado cicatriza  com muita facilidade.

Multiplicação possível por sementeira.

Un kilo de sementes contem mais ou menos 2800 sementes.

Estratificação a frio 3/5º C durante três a cinco meses e a seguir semear na primavera.

 A Estratificação a frio ajuda a semente a sair do período de “dormência” fragilizando o caroço, que fica mais quebradiço. Na prática, a estratificação consiste em colocar as sementes numa mistura de areia com turfa fina (50/50), ligeiramente humidificada, mais ou menos 12-15%.

 É recomendável peneirar a mistura, tanto a areia assim como a turfa fina, antes de colocar as sementes, será assim mais fácil recuperar as sementes no fim da estratificação.

 Uma vez as sementes colocadas na mistura areia/turfa, juntar tudo num saco plástico, esvaziar o ar e selar hermeticamente.

 Colocar o saco de plástico num  local frio a 4ºC para uma estratificação a frio.

Vigiar com frequência a preparação para manter a humidade do substrato mais ou menos constante e assegurar que as sementes não começam a germinar ou a apodrecer por excesso de humidade.

 As sementes que  germinarem podem ser retiradas e transplantadas, não podem ficar no substrato.

 

No fim do período de estratificação, está na altura de praticar a sementeira.

 Primeiro, preparar um substrato composto por 1/3 de areia fina (de preferência lavada) e 2/3 de substrato à base de folhas (tipo turfa mas muito fino).

 Segundo, encher os recipientes ou vasos, calcar ligeiramente com um pau ou uma tábua e repartir as sementes no substrato.

 Cobrir as sementes com o mesmo substrato e colocar os recipientes ou vasos a 20/24ºC (à luz) durante o dia e 14/15ºC durante a noite.

 Podemos cobrir com um filme plástico transparente para manter a temperatura e higrometria.

Nunca cobrir as sementes com demasiado substrato,apenas o equivalente à sua espessura.

 

É recomendado proteger os novos brotos do sol, porque podem queimar por serem muito sensíveis ao sol e convém manter uma taxa de humidade suficiente.

 

Convém aramar na primavera para não ferir a casca. A aramação pratica-se na primavera, não muito cedo porque podia marcar a casca já que o fagus cresce com rapidez.

A colocação do arame tem uma importância fundamental na estética  do bonsai.

 

É a operação que permite orientar e dirigir os ramos, processo determinante na estilização que pretendemos dar ao nosso bonsai, dando a harmonia e mais especificamente o estilo desejado. A aramação do bonsai consiste em enrolar um arame de alumínio anodizado ou de cobre (cozido) em volta do tronco ou de um ramo para modificar a sua direcção, tendo em vista a definição da forma pretendida.

 

O arame tem de ter um apoio para ser eficaz, deve-se começar a colocar o arame no torrão directamente e enrolar em volta do tronco ou dos primeiros ramos (mais baixos).

Para os ramos superiores começar a partir do tronco ou à volta de um ramo mais grosso, respeitando sempre um ângulo de 45º começando sempre pelo ramo mais grosso e seguindo até ao ramo mais fino.

 

Truque: o arame deve vir de cima para baixo para dobrar o ramo para cima e de baixo para cima para dobrar o ramo para baixo.

 

 

O bonsai fagus sylvatica tolera bem as podas drásticas de raízes, mas é adequado podar a parte aérea da árvore nas mesmas proporções. No início a raiz principal é forte e axial, mas com o tempo as raízes laterais secundárias podem ficar mais grossas que a raiz principal.

Em relação à poda, quando o broto já tiver o seu comprimento normal, podemos pinçar para  reduzir o tamanho, o objectivo desta intervenção é de reduzir o tamanho dos intervalos entre ramos e facilitar o desenvolvimento dos futuros brotos.

Em regra geral e para formar o bonsai fagus sylvatica, deixamos crescer todos os ramos e a seguir reduzimos a duas folhas após o início do processo de maturação do ramo.

No fim da primavera início do verão é possível desfolhar o fagus sylvatica para ajudar a reduzir o tamanho das folhas.

Exista também o bonsai fagus sylvatica purpurea.

Termos e Condições
A iberbonsai
Dicas e Conselhos
Catálogo
Siga-nos

Todos os valores incluem IVA à taxa em vigor

Copyright © IBERBONSAI.pt 2020

Desenvolvido por Optimeios

UA-144250790-1